Menu fechado

Curiosidades sobre o azeite

  • O azeite, obtido apenas por processos mecânicos, contem substancias antioxidantes e o seu consumo é tão importante quanto o vinho para a boa saúde. Na região do mar mediterrânico, muitas pessoas ultrapassam os 90 anos com uma vida normal e independente. Na maior parte da sua vida, o vinho e azeite puro fizeram parte da sua alimentação diária.
  • O azeite está pronto dentro da azeitona. Para extraí-lo são necessários apenas os seguintes processos mecânicos: colher a azeitona, lavar, moer, bater (separar os sólidos dos líquidos), filtrar e centrifugar (separar a água do azeite). As prensas não são mais usadas, pois não atendem as normas de higiene atuais.
  • Para produzir 1litro de azeite, apenas por processos mecânicos, são necessários 6 kg de azeitonas. Na maioria das castas, basta 1 kg de uvas para fazer uma garrafa de vinho de 750 ml. A oliveira e a vinha são plantadas nas mesmas regiões, ou seja, se adaptam aos mesmos solos e climas.
  • As vinhas geralmente tem produções economicamente rentáveis entre os 3 e 30 anos. Os olivais entre os 8 e 90 anos. O mercado atual do azeite é igual ao mercado do vinho 30 anos atrás. Este mercado é dominado pelos comerciantes e não pelos produtores de azeite.
  • Muitos comerciantes não têm sequer uma oliveira ou um lagar. Apenas compram e misturam diferentes lotes de azeites para comercializá-los. No entanto, existe uma tendência para os produtores de vinho lançarem também as suas marcas de azeites. Infelizmente o azeite “aceita” muitas mais intervenções químicas que o vinho. Além disso, atualmente as leis brasileiras não permitem que se importe vinho e se engarrafe no Brasil, mas autorizam a importação de azeite em bombonas e o seu engarrafamento no país.
  • O azeite é classificado em 3 categorias:
    • Azeite de Oliva Extra Virgem: obtido apenas pro processos mecânicos e com acidez até 0,8%. Na Europa é o mais utilizado para temperar saladas e pratos na mesa. Este azeite é muito benéfico para a saúde.
    • Azeite de Oliva Virgem: também é obtido apenas por processos mecânicos, mas tem um a acidez entre 0,8% e 2,0%. Na Europa é o preferido dos chefs e das donas de casa para elaborarem os seus pratos na cozinha. Os aromas e o paladar são mais acentuados que nos azeites de oliva extra virgem. Este azeite também é muito benéfico para a saúde.
    • Azeite de Oliva: são aceites refinados. Na sua produção são utilizados processos e aditivos químicos. Este azeite é pouco benéfico para a saúde. Se o consumidor quiser economizar, sugerimos comprar óleo de milho ou de soja.
  • Todas as azeitonas são negras se as deixarem amadurecer até ao fim.
  • O grau de acidez pouco ou nada tem a ver com o cheiro e o sabor do Azeite. A acidez tem a ver com a quantidade de ácidos gordos livres que o Azeite possui e também com a variedade e o estado de maturação da azeitona quando é colhida.
  • A cor do Azeite não está diretamente ligada ao seu sabor ou aroma. Um Azeite verde provém de azeitonas ainda verdes enquanto que um Azeite dourado provém de azeitonas maduras. Mas o Azeite é geralmente obtido a partir de uma mistura de variedades de azeitonas, com diferentes graus de maturação.
  • Existem mais de 400 espécies de oliveira, mas a única que produz os frutos e os óleos que consumimos é da espécie Olea Europaea. Frutos? É isso mesmo que você leu na curiosidade acima: a azeitona é uma fruta, ou drupa (um tipo de fruto carnoso e com um caroço no centro).
  • As palavras azeite e azeitona vieram do árabe. Mas por que dizemos “azeite de oliva” ao invés de “óleo de azeitona”, já que o azeite é um tipo de óleo? Por hábito. Aliás, seria estranho (e redundante) se chamássemos o produto de “azeite de azeitona”.
  •  Durante as guerras, os gregos costumavam queimar as olivas dos inimigos para matá-los de fome. Quanto aos romanos, eles tinham o hábito de utilizar o azeite como analgésico e cicatrizante.
  • Quer aprender a fazer um ótimo repelente de mosquitos? Então, faça uma lamparina de azeite. O óleo queimado é um formidável repelente, melhor até que muitos inseticidas.
  • Por todas as suas propriedades, ele se revelou como uma estrela da cosmética. Suas aplicações na área da estética e beleza são inumeráveis: funciona como anti-rugas, hidratante e suavizante para peles secas; é purificador, calmante, e serve para amolecer as impurezas da pele e tornar mais fácil a remoção; melhora a elasticidade da pele, dá brilho aos cabelos e é perfeito para banhos relaxantes e massagens.
  • Propriedades do Azeite de Oliva:
    • Ajuda a prevenir a arteriosclerose e seus riscos 
    • Melhora o funcionamento do estômago e do pâncreas 
    • Digere-se com maior facilidade do que qualquer outra gordura comestível 
    • Não tem colesterol e proporciona a mesma caloria dos outros óleos
    • Acelera as funções metabólicas 
    • Estimula o crescimento e favorece a absorção de cálcio e a mineralização
  • Teste doméstico para verificar a pureza do azeite: se deixar uma garrafa de qualquer azeite refinado por 48 horas na porta da geladeira, ele continuará líquido. Se colocar uma garrafa de azeite produzido apenas por processos mecânicos, ele se tornará sólido. Se uma parte dica sólida e outra líquida, tráta-se de um azeite com mistura de óleos ou azeite refinado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *